Calamidades naturais e dramas humanos não significam o fim do mundo, diz o Papa
VATICANO, 2007-11-18 (ACI).- Ante milhares de paroquianos reunidos na Praça de São Pedro para a reza do Ângelus Dominical, o Papa Bento XVI rechaçou os “recorrentes messianismos” que uma e outra vez anunciam como iminente o fim do mundo e explicou que “    ……………

a história segue seu curso, e comporta também dramas humanos e calamidades naturais“. Ao refletir sobre a leitura do evangelho deste Domingo, o Santo Padre recordou que, desde seu início, a Igreja “vive na atenção lhe orem de seu Senhor, escrutinando os sinais dos tempos e mantendo em guarda aos fiéis dos recorrentes messianismos, que de quando em quando anunciam como iminente o fim do mundo”.
“Em realidade, –precisou o Pontífice– a história tem que seguir seu curso, que comporta também dramas humanos e calamidades naturais. Nela se desenvolve um desenho de salvação a qual Cristo já deu cumprimento em sua encarnação, morte e ressurreição. Este mistério a Igreja continua anunciando-o e atuando-o com a predicação, com a celebração dos sacramentos e o testemunho da caridade”.
Ante estes episódios, “não temamos o futuro”, disse o Papa, quem insistiu aos paroquianos a acolher “o convite de Cristo de enfrentar os eventos cotidianos confiando-se em seu amor”.

REFLEXÃO AO CAIR DA NOITE
Boa noite meu Bom Deus, mais uma vez eu quero abrir meu coração aos vossos desígnios santos. Só Vós sois Santo Deus de misericórdia e perdão, estás sempre nos ajudando em nossas misérias e tribulações e ainda nos ensinando a sermos felizes.
Obrigado Deus de Bondade por tudo que tens realizado em nossas vidas pois, deus assim não há fora de Vós. Só Vós fica preocupado em sarar nossas enfermidades, seja elas corporais seja elas espirituais, pois, se não tivermos auxilio do céu, ai de nós Senhor! Obrigado mais uma vez por não medir esforços para nos ensinar o caminho da perfeição. Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio agora e sempre amém. Maria Mãe de Deus e Nossa rogai por nós, amém!
Por: Wander Venerio C. de Freitas.

ORAÇÃO PELOS RECÉM CASADOS 
Senhor Jesus Cristo quantas dificuldades passam os recém-casados no início do seus matrimônios. Pois é uma fase muito difícil, nela, os dois, homem e mulher, precisam renunciar muito do egoísmo, aprender a rezar juntos, dialogar, partilhar os problemas, respeitar as opiniões diferentes, serem pacientes um com outro, cultivar o perdão diário, enfim, aprender a conviver. Por isso meu Deus e meu tudo, Vós que instituiu desde de toda eternidade o Sacramento do Matrimônio, dai aos neo-casados a graça de bem viver essa união sacramental realizada em nome de Cristo Jesus.
Peço ainda nessa oração por todos aqueles casais que estão passando por momentos de trevas no casamento. Que nessa oração fiquem gravado em seus corações àquelas santas palavras de Santa Teresa: “Tudo passa, só Deus fica”, até mesmo as crises conjugais. Maria Santíssima e São José intercedei agora em nome de Jesus por todos recém-casados, amém!
Por: Wander Venerio C. de Freitas.

REFLEXÃO TEOLÓGICA

Ao rezar na Sexta-feira passada a Oração da Noite (Completas) na Liturgia das Horas, fui tocado pelas palavras do Salmo 87: “Afastastes de mim – os parentes e amigos, e agora só as trevas -são meus companheiros”. É verdade essas palavras, quantas vezes as trevas tem sido meus companheiros e o quão é difícil aceitá-las como ela é. E o mais impressionante é que nessas horas quase que todos parentes e amigos realmente somem ou seja, não estão próximos de nós. Que o Senhor nos ensine a viver esses momentos de “trevas” em nossas vidas, pois, assim como Santa Teresa, S. João da Cruz e muitos outros, aprenderam a viver tais momentos com tamanha intensidade e foram muitos felizes em Cristo Jesus, amém.

Por: Wander Venerio C. de Freitas.


Igreja alerta sobre forma indevida de usar título de “padre”
     
Os termos “padre” e “frei” estão sendo usados indevidamente por ministros ordenados que, por livre opção ou submetidos ao Direito Canônico, se afastaram do estado clerical, mas incorporaram até de forma permanente esse título a seu nome público. É o que alertam os bispos da Igreja Católica em Goiás.

Escola de Ministérios realiza formação para catequistas 
Escola de Ministérios da Arquidiocese de Goiânia realiza formação específica para catequistas. O encontro será realizado no dia 28 deste mês, no Centro Pastoral Dom Fernando (CPDF), das 8 às 16 horas, e terá assessoria do Padre Antônio Francisco Lelo.
Os catequistas interessados em participar da formação deverão preencher ficha de inscrição e entregá-la até amanhã, dia 24 de agosto, na ………
Coordenação Pastoral da Arquidiocese de Goiânia. O valor da taxa de inscrição é R$ 10.
O encontro será baseado no livro Catequese com estilo catecumenal, de autoria do Padre Antônio. O livro pode ser adquirido no dia da formação no valor de R$ 6,10, ou na Paulinas Livraria.

Sinopse do livro

O livro, em continuidade ao pensamento catequético brasileiro, contextualiza os vários aspectos que envolvem a chamada catequese com estilo catecumenal, impulsionada pelo Diretório Nacional de Catequese, com vistas a um novo estímulo na pastoral da iniciação cristã. O Documento de Aparecida, ao enfrentar os desafios dos tempos pluralistas de hoje, opta por uma evangelização progressiva centrada no primeiro anúncio da fé – querigma – e prioriza a catequese com os adultos.

Este modelo pretende superar a fragmentação da catequese por etapas, ao ressaltar a unidade dos três primeiros sacramentos, a estreita interação entre catequese e liturgia, a centralidade pascal e a necessidade da catequese bíblica. Quer responder ao desafio de formar discípulos e missionários para a sociedade de hoje, sem fiar-se na tradição herdada de famílias pretensamente cristãs. Destina-se aos catequistas e agentes de liturgia que queiram compreender de forma mais orgânica a iniciação cristã.  

Currículo do assessor

Padre Francisco é presbítero no Exarcado Armênio Católico da América Latina, licenciado em Filosofia e Pedagogia e doutor em liturgia pelo Instituto Superior de Liturgia na Faculdade da Catalunha (Espanha). Atualmente, dedica-se à pesquisa e implantação da catequese catecumenal e é diretor-assistente na área de liturgia e catequese na Editora Paulinas. É também professor de liturgia e sacramentos.

Mais informações pelo  telefone  3223-0758/216, com Lisilvia ou Valéria.
Por: http://www.arquidiocesedegoiania.org.br

 
Encontro Nacional da Pastoral da Educação acontece em Goiânia
 
Nos dias 3 a 5 de setembro, será realizado na Casa de Retiros das Irmãs Franciscanas  da Mãe Dolorosa, em Goiânia (GO), o 14º Encontro Nacional da Pastoral da Educação.
O evento é promovido pelo Setor Educação da Comissão Episcopal de Pastoral para a Cultura, Educação e Comunicação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Mais informações com o assessor do Setor, professor Luiz Antônio. Telefone: (11) 3022-6821 ou 3554-8269. E-mail: lasamaral@uol.com.br